A gravidez múltipla é uma gravidez de risco

O risco para a mãe e o bebê da gravidez múltipla

Guiainfantil.com 13 de abril de 2016

Atualmente, no mundo, um em cada 80 gestações é uma gestação dupla (gêmeos ou gêmeos), enquanto que um em cada 8.000, é uma gestação tripla (trigêmeos), e um de cada 1.000.000 é uma gravidez quádruplo (quadrigêmeos). Existem vários mecanismos que podem dar lugar à gestação de vários bebês dentro do útero materno, ao mesmo tempo.

Riscos da gravidez múltipla para a mãe e para os bebês

O mais freqüente é o multicigótico, que aparece em 70 por cento das gestações múltiplas. É quando dois ou mais óvulos são fecundados por dois ou mais espermatozóides criando ovos diferentes (multicigóticos). Menos frequentes são as gravidezes múltiplas monozigoticos, que representam 30 por cento das gravidezes múltiplas e decorrem da divisão de um ovo em duas ou mais ovos iguais (monozigoticos). Uma gravidez múltipla é uma gravidez de alto risco.

Riscos de uma gravidez múltipla para a mãe:

O organismo de uma mulher tem que fazer um esforço para adaptar-se a essa sobrecarga, que comporta:

– Hipertensão arterial. Ocorre em 15 a 20 por cento das grávidas de gêmeos. A eclampsia ou hipertensão parece mais precocemente e, às vezes, é mais difícil de controlar, utilizando os medicamentos que se usam habitualmente.

– Diabetes gestacional. A diabetes gestacional surge em 5-10% dos casos.

– Anemia moderada-severa. Apresenta-Se em 40 por cento das gestações múltiplas, e requer transfusão pós-parto em 5 por cento dos casos.

– Cesariana. Deve ser feito no 50-85% dos casos, segundo os centros, devido a que as posições possíveis diferentes da lorica que adotam os bebês ao nascer aumentam os nascimentos múltiplos.

– Parto prematuro. A duração média de gestações duplas é de 37 semanas. Não existem estatísticas comprovadas nos casos de mais de dois bebês.

– Hemorragia pós-parto. A ampla área placentaria e o útero muito descontraído colocam para a mãe em risco de hemorragia após o parto.

– Aborto espontâneo. A perda de um ou mais fetos espontaneamente é mais comum em gestações múltiplas. O risco de perda de gravidez aumenta também nos outros trimestres.

Riscos de um parto múltiplo para os bebês

Os riscos resultam, essencialmente, da prematuridade (nascimento antes da semana 35 de gestação) e do atraso do crescimento intra-uterino.

– Prematuros. 19 por cento dos gêmeos ou gêmeos prematuros. Os bebés com baixo peso, especialmente aqueles que nascem antes das 32 semanas de gestação e/ou os que pesam menos de 3 1/3 libras (1.500 gramas), são mais propensos a apresentar problemas de saúde no período imediatamente posterior ao seu nascimento, assim como deficiências permanentes, como retardo mental, paralisia cerebral e perda da visão e da audição.

– Atraso do crescimento. Em 30 por cento das gestações gemelares é dada atraso de crescimento de um dos gêmeos, e os dois em 15% das gestações.

– Mortalidade perinatal. Chama-Se assim para a morte entre os 5 meses de gestação e a 10 semana de vida. Multiplica-Se por 6 em gravidezes múltiplas. Em gestações únicas é de 5 por cada 10 000, e os gemelares de 30 por cada 10.000 gestações.

– Defeitos congênitos. Os bebés nascidos de gestações múltiplas têm o dobro de risco de anomalias congênitas (presentes ao nascimento), incluindo os defeitos do tubo neural (espinha bífida), gastrointestinais e defeitos cardíacos.

– Síndrome de transfusão fetal. É um transtorno da placenta, que se desenvolve apenas em gêmeos idênticos, que compartilham a placenta. Os vasos sanguíneos se conectam dentro da placenta e desviam o sangue de um feto ao outro. Acontece em quase 15 por cento dos gêmeos que compartilham a placenta.

– Quantidades anormais de líquido amniótico. São mais freqüentes em gravidezes múltiplas, em especial para os gêmeos que compartilham uma placenta.

Marisol Novo. Guiainfantil.com

Parto inesperado na banheira de casa

Promovido

A resiliência é a capacidade do ser humano para enfrentar qualquer situação, mesmo as mais adversas, de forma positiva.

Sua semana de gravidez

  1. Capa
  2. Gravidez
  3. Múltiplas
  4. A gravidez múltipla é uma gravidez de risco

Relacionados

Gêmeos / GêmeosGêmeos / GêmeosNomesPartoBebêsEmbarazoembarazo múltipla gravidez de gêmeos gravidez de gêmeos, parto de gêmeos, parto de gêmeos gêmeos gêmeos, trigêmeos parto múltiplo

0 Comentários

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

O mais visitado

AlimentaçãoBebêsLazerSaúde

Boletim informativo Semanal GuiaInfantil.com

Receba nossas novidades em seu e-mail

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, elaborar informação estatística e para a veiculação de publicidade personalizada. Se você continuar a navegar ou fechar a mensagem, entendemos que você está aceitando. Você pode alterar as configurações na nossa Política de Cookies

GuiaInfantil.com é o site líder em audiência na categoria ” Família e Estilo de Vida, com 14 milhões de visitantes por mês.

Polegar Meios S.L. © 2000-2018. Todos os direitos reservados.

Made with by 360audience

Leave a Reply