Decálogo para curar as feridas das crianças

Dicas para atender e cuidar das feridas das crianças

Guiainfantil.com 14 de abril de 2016

Soprar a ferida, ou colocar o anti-séptico antes de lavar o ferimento ou limpá-lo bem, para não entrar luvas, tentam retirar um corpo estranho no interior da ferida, não ir ao hospital a tempo para fazer os pontos de sutura ou taparla com um penso ou um band-aid e deixá-la sem vigilância diária são algumas das práticas que se cometem na hora de tentar a cura de uma ferida em crianças.

10 ideias para curar as feridas crianças

1. Higiene

– Lave as mãos e coloque luvas descartáveis antes de proceder à cura de uma ferida. Assim você evitará o contato com o sangue, tanto para evitar a infecção da lesão como para a sua proteção.

– Lave a ferida com água corrente e fresca à jato. Deixe que a água corra sobre a ferida para que, arraste os corpos estranhos (terra ou restos de tecidos) até que não exista sujeira.

– Volte a lavar as mãos depois de ter prestado o primeiro socorro.

2. Medidas de prevenção

– Seca a pele ao redor, sem tocar na ferida. Se um corpo estranho estiver cravado na ferida, tenta segurar para evitar o seu movimento.

– Nunca se deve tentar extrair um corpo estranho pregado sobre a ferida.

3. Detenção de hemorragia

– Cubra a ferida com um penso estéril ou um lenço limpo e seco.

– Pare o sangramento pressionando diretamente sobre a ferida, se não parou espontaneamente.

– Evite remover a primeira gaze molhada de sangue ao parar a hemorragia, pois, possível que a pele se tenha secado e ao retirá-lo fique ligado.

4. Aplicação de um anti-séptico

– Os anti-sépticos em líquido transparente que permite ver o estado da ferida, a sua evolução e a sua coloração ao longo de todo o processo de cicatrização.

– Ao colocar o anti-séptico, impede que o conta-gotas entrar em contato direto com a ferida.

5. Cobrir e tapar a ferida

– Coloque um penso ou band-aid em cima da ferida para que não se contamine até que se forme a camada que protege a pele até que se formem os tecidos interiores que irão reparando a pele do ferimento.

6. Ir ao médico

– Visita ao médico para que avalie o estado da ferida e avalie se a criança ou o bebê está vacinado contra o tétano.

7. Vigiar rregularmente a ferida a cada dia, para avaliar se há infecção

– Convém fazer uma cura diária, aplicando de novo anti-séptico e mudar o penso da ferida. Estas curas servem para observar a evolução da ferida e detectar uma possível infecção.

– Uma ferida está infectada quando existe Inflamação e edema nas bordas, vermelhidão do contorno da ferida ou sensação de calor local, dor e sensação de ardor na ferida. A infecção está avançada quando o exsudado da ferida seja de cor amarelo-esverdeada (pus) e, além disso, a criança apresenta febre e mal-estar geral.

8. Evitar atrasar a assistência médica

– O prazo para que se possam aplicar pontos de sutura em uma ferida é de um máximo de 4 a 6 horas do que ocorre.

9. Medidas populares que você deve evitar

Proteja a ferida. Existe perigo de contaminação devido aos germes da boca.

– Usar algodão, porque os fios podem ser colocados no interior da ferida, aderir ou furar a pele.

– Esfregar a ferida para remover a sujeira.

– Colocar ligaduras apertadas para evitar que sangue.

– Cauterizar (queimar) a ferida.

10. Gravidade da ferida

Uma ferida é grave e necessita de assistência médica imediata quando:

– A ferida é profunda ou foi realizado com um objeto pontiagudo.

– A ferida ou feridas penetram em cavidades.

– Tem introduzido um corpo estranho.

– As bordas não se juntam, são ásperos, e medem mais de 2 ou 3 centímetros.

– A ferida tem um tamanho superior ao da palma da mão.

– A ferida deixa ver tecido subcutâneo, músculo ou osso.

– A ferida afeta articulações, mãos, pés, olhos e genitais.

– Não se pode limpar de forma adequada.

– Foi produzido pela mordida de pessoas ou animais.

Marisol Novo.

Como saber se uma ferida está infectada, e como curá-la

Promovido

Lavar a roupa do bebê é uma tarefa aparentemente simples que, no entanto, requer certas precauções. A pele do bebê é muito mais delicada e sensível

  1. Capa
  2. Saúde
  3. Feridas
  4. Decálogo para curar as feridas das crianças

Relacionados

Primeiros socorrosFeridasPrimeiros socorrosFeridasBebêsSaludheridas ferida curar uma ferida anti-sépticos higiene da ferida, cortes, arranhões sutura com pontos de sutura de feridas sanguinolentas feridas graves

0 Comentários

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

O mais visitado

AlimentaçãoSaúdeLazerBebês

Boletim informativo Semanal GuiaInfantil.com

Receba nossas novidades em seu e-mail

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, elaborar informação estatística e para a veiculação de publicidade personalizada. Se você continuar a navegar ou fechar a mensagem, entendemos que você está aceitando. Você pode alterar as configurações na nossa Política de Cookies

GuiaInfantil.com é o site líder em audiência na categoria ” Família e Estilo de Vida, com 14 milhões de visitantes por mês.

Polegar Meios S.L. © 2000-2018. Todos os direitos reservados.

Made with by 360audience

Leave a Reply