o açúcar mata mais que a fome

Raquel Oberlander Jornalista e publicitaria23 de dezembro de 2016

Nos últimos anos, a maioria dos pais que tenhamos tomado consciência da importância de uma boa alimentação. Só que uma coisa é saber, outra muito difícil levá-lo à prática. As tentações estão na ordem do dia, o cansaço e pouco tempo disponível atentam contra a possibilidade de preparar comida saudável, e o estresse faz com que precisemos de gratificações imediatas dessas que vem embrulhado em papéis de cores e que são vendidos em cada esquina.

No entanto, devemos fazer um esforço para limitar o consumo de lanches e guloseimas, tanto a nível pessoal, como do resto da família. No livro “Homo Deus. Breve história do futuro”, o autor Yuval Noah Harari, explica que, pela primeira vez na história, hoje em dia, morrem mais pessoas por comer demasiado, que por comer muito pouco.

A obesidade hoje em dia é um problema maior do que a fome

Se bem que, infelizmente, ainda existem nações ou regiões do mundo marcadas pela pobreza, a realidade é que já não há fome, como as de séculos atrás, onde as pessoas literalmente não tinham o que comer por dias. Não existiam as comunicações e o transporte, como os conhecemos hoje, e se a região era assolada pela seca ou por uma praga, podia acontecer que uma população inteira morresse de fome.

O autor conta casos históricos gigantescos, como, por exemplo, quando, no ano de 1695, morreu um quinto da população total da Estónia. No entanto, “Durante os últimos 100 anos, os avanços tecnológicos, económicos e políticos criaram uma rede de segurança cada vez mais robusta que afasta a humanidade do limite biológico da pobreza… Na maior parte do planeta, mesmo que uma pessoa perca o trabalho e todas as suas posses, é improvável que morra de fome.”

O autor explica que na maioria dos países, o excesso de comer tornou-se um problema muito pior do que a fome. De acordo com dados a que se refere, em 2014, mais de 2100 milhões de pessoas tinham excesso de peso frente aos 850 milhões que sofreram desnutrição. E espera-se que a metade da população mundial seja de obesos em 2030.

Hoje, quase todos temos refrigeradores, espaço de armazenamento, a possibilidade de adquirir alimentos não perecíveis e, para nós, é mais fácil comer alimentos pouco saudáveis grãos, cereais e frutas e legumes frescos. Nou é fácil mudar hábitos, mas adquirir consciência da situação é o primeiro passo. Evitar comprar refrigerantes todos os dias da semana, fazer sucos naturais, começar as refeições sempre com uma salada e escolher frutas secas ou de frutas frescas na hora de lanchar ou fazer comparações.

Para poder fazê-lo, algo importante é sentir-se bem emocionalmente, já que estes tipos de alimentos consumimos muito mais por “gratificarnos” que por fome. Temos vontade, desejo de algo rico, mais do que a necessidade de comer. Hoje desenvolveu-se uma nova corrente de psicologia, que é chamado de psicologia, de nutrição, que justamente se dedica a analisar os comportamentos ligados à comida e ajuda as pessoas que o requerem a tomar consciência dos mesmos para poder mudá-los. Conhecer é o primeiro passo para executar portanto: Hoje é um bom dia para começar a fazer mudanças na dieta!

Obesidade em crianças. Causas, consequências e tratamento

Promovido

Aqui estão 5 diretrizes de como usar a televisão para que nosso filho aprenda com ela, uma vez que se entretém

  1. Capa
  2. Alimentação
  3. Nutrição familiar: o açúcar mata mais que a fome

Relacionados

ObesidadeEducaçãoCozinha com criançasObesidadeBebêsObesidadsobrepeso obesidade, alimentação saudável, comer saudável snacks doces, açúcar fome

0 Comentários

×

Responsável ” Polegar Meios S.L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

O mais visitado

AlimentaçãoLazerBebêsSaúde

Boletim informativo Semanal GuiaInfantil.com

Receba nossas novidades em seu e-mail

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, elaborar informação estatística e para a veiculação de publicidade personalizada. Se você continuar a navegar ou fechar a mensagem, entendemos que você está aceitando. Você pode alterar as configurações na nossa Política de Cookies

GuiaInfantil.com é o site líder em audiência na categoria ” Família e Estilo de Vida, com 14 milhões de visitantes por mês.

Polegar Meios S.L. © 2000-2018. Todos os direitos reservados.

Made with by 360audience

Leave a Reply