O problema das crianças de hoje em dia é a ausência de valores

Por que muitas crianças têm comportamentos agressivos com outras crianças

Estefânia EstebanResponsable Multimedia19 de fevereiro de 2018

Quanto mais cedo nos demos conta do que acontece com nossas crianças, melhor. Não existe um passado ou um futuro pior. Existe um presente, e é o que temos. Nem melhor nem pior: diferente. Antes eram as brigas de gangues e as notas ameaçadoras na mochila. Agora, as lutas no bate-papo de uma rede social, mesmo que seja em grupos privados. Antes se escondiam as revistas ‘para adultos’ sob o colchão. Agora, observam cenas ‘subidas de tom’ em vídeos musicais (às vezes, às escondidas).

Devemos entender em que mundo vivemos. Nesse aspecto, nada é muito diferente, mas que o ambiente mudou e os veículos de transmissão de informações. Sim, agora a avalanche de informações é maior, e os controles parentais mais complexos. Mas, além disso, o que se está mudando, infelizmente, é o uso da ferramenta única verdade de guia para os nossos filhos por um caminho ético e adequado: os valores.Sim, por muito que nos doa reconhecê-lo, o problema das crianças de hoje em dia é a ausência de valores.

Por que o problema das crianças de hoje em dia é a ausência de valores, ou os valores tergiversados

Sempre existiram garotos. Sempre vítimas. Crianças mais tímidos e outros mais lançados. Crianças mais inocentes e outros mais ‘maduros’. Crianças com 10 anos tentavam ver esse filme não adequado para menores de que tanto falavam os adultos… e crianças que, na esquina da rua se insultaram e até mesmo chegavam às mãos (muitos dirão que menos… talvez fosse porque muitos casos nunca chegam a conhecer-se).

No entanto, as crianças de antes, os que agora temos filhos, tínhamos algo que começa a falhar em os nossos filhos: uma escala de valores. Algumas crianças não sabem nem o que é isso. O que é perseverança? O que é empatia? O respeito? Quem? Nos perdemos entre tantas escolas educativas, tantas teorias, tanto o “direito da criança’, tanta liberdade, tanta demagogia… E, além disso, não temos tempo. Tempo para falar de verdade com eles, para se interessar pelo o que pensam, o que sentem… Tempo para brincar com eles (sim, os pais podem e devem brincar com seus filhos).

‘As coisas claras e o chocolate espesso’, que dizia a minha avó. Valores mobiliários. As coisas claras. Alguém com valores, apesar de seus tropeços, suas dúvidas, sua curiosidade para alguns ‘tentações’, ao final, você saberá continuar por um bom caminho. E para que não fique dúvida, aqui você tem uma lista com os valores que sempre devem reinar no lar:

– Respeito. E aqui não falo de ter medo dos pais. Respeito, não medo. Não se trata de usar o castigo físico. O respeito se ganha com link, com o exemplo e com respeito. Mas também com regras e limites muito claros. Nada de dúvidas. Esta é a norma e ponto. As crianças verão que seus pais se mantêm assinem em suas decisões e não perderá a credibilidade. E, claro, respeito a dos outros. Respeito aos seus iguais. Que, no fim entendam esse “não faça ao outro o que não queres que te façam a ti’. Simples assim. E sim, pais de filhos ‘chinchones’: o chinchar ou perturbar constantemente ao outro é também uma forma de agressão e falta de respeito. Também o ofender e menosprezar.

– Empatia. É verdade que há crianças que já têm mais empatia do que os outros. São mais sensíveis ao seu ambiente. Outros, no entanto, mais introvertidos, se encerram mais em seu mundo. Mas a empatia pode ser incentivada. Usa muito a comunicação. Mas a comunicação de emoções. Talvez, as pessoas com pouca empatia é porque têm, no fundo, um problema para reconhecer e canalizar as emoções. Pratica e exercita a inteligência emocional. Sim, o seu filho deverá enfrentar todas as emoções: pode deixar que está triste, que está com raiva, que se sinta frustrado, que tenha medo e, claro, alegria.

– Tolerância. Seu filho não vive sozinho no mundo. Deve aprender desde cedo a conviver com o resto. A tolerância e respeito às diferenças (sim, também opiniões) é essencial. Certo que muitas vezes o seu filho saiu do colégio reclamando de algum companheiro, pela sua forma de ser. Bem, aí que tu entras. Se a queixa não é por um comportamento agressivo, se é só porque não gosta de como ele joga ou como fala…se é porque não gosta da sua forma de explicar as coisas… lá estás tu para explicar que é um dever respeitar a maneira de ser dos outros. Sem mais.

– Coerência. Você não pode exigir algo aos seus filhos que você não cumpre. Ou pedir uma coisa e no dia seguinte outra totalmente diferente. Use o senso comum.

– Sinceridade. Se você é o primeiro que se encontra seu filho, ele entende que a mentira é algo aceitável. Antes de tudo, você deve fazer com que entenda que da sinceridade te faz sentir bem consigo mesmo e com os outros. Também irá ajudá-lo a conquistar respeito.

– Gratidão.Ser grato a você ajudará o seu filho a desenvolver a amizade e a que lhe valorizem mais. E você já sabe que a melhor maneira de incutir esse valor é o exemplo. Você pode sugerir ao seu filho que comece a agradecer a seus amigos o que eles fazem por eles através de desenhos, mensagens de agradecimento… você vai ver o resultado que você tem.

– Humildade. Muitos dos problemas de hoje em dia, relacionados com a violência infantil, tem que ver com a prepotência, a falta de humildade. São crianças que querem chamar a atenção de forma desesperada por uma ausência enorme de carinho, ou porque foram tão sobrevalorados e sobreprotegidos, que se crêem de verdade por cima dos outros. Cuidados. Ninguém é mais nem menos. E todos nós cometemos erros. A grandeza está em saber reconhecê-los, que nada tem que ver com a curvar a cabeça, em absoluta submissão. É o que o seu filho deve entender.

Sem dúvida, existem muitos outros valores importantes: o esforço, a perseverança, a paciência… Todos são importantes. Mas talvez, para a convivência com os outros, os que temos realce, são os mais essenciais.

Não espere que a escola se encarregue de tudo isso. Não são eles. És tu. Tu o que deve ensinar seu filho a respeitar, tolerar e a mostrar empatia para com os outros. Quando são pequenos, você pode usar o jogo. Jogue com ele e ensiná-lo usando os jogos alguns valores.

Quando forem mais velhos, aproveite o link que você criou desde que era pequeno. Eles te admiram, te querem e não querem defraudarte. Ensine-lhes o exemplo, e você terá um longo caminho feito.

Conto Das coelhinhas que não sabiam respeitar. Contos para crianças com valores

Promovido

A resiliência é a capacidade do ser humano para enfrentar qualquer situação, mesmo as mais adversas, de forma positiva.

  1. Capa
  2. Educação
  3. Valores
  4. O problema das crianças de hoje em dia é a ausência de valores

Relacionados

CondutaBebêsEducaçãoEducaçãoValoresContos infantilesvalores essenciais educar em valores, problemas de crianças agressivas assédio, bullying, educação dos filhos, educar as crianças

5 Comentários

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Veja mais

O mais visitado

AlimentaçãoSaúdeLazerBebês

Newsletter Semanal de GuiaInfantil.com

Receba nossas novidades em seu e-mail

×

Responsável ” Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo ” Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação ” Consentimento do titular dos dados

Direitos ” Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais “, você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, elaborar informação estatística e para a veiculação de publicidade personalizada. Se você continuar a navegar ou fechar a mensagem, entendemos que você está aceitando. Você pode alterar as configurações na nossa Política de Cookies

GuiaInfantil.com é o site líder em audiência na categoria ” Família e Estilo de Vida, com 14 milhões de visitantes por mês.

Polegar Meios S.L. © 2000-2018. Todos os direitos reservados.

Made with by 360audience

Leave a Reply